quarta-feira, 22 de março de 2017

Aceita que dói menos: O cinco de copas

Olá queridos amigos!
Pelo visto muita gente levou a sério a tarefa de abrir o seu baú pessoal no dia de hoje.
O que me faz pensar nisto é o Arcano que vem regendo a nossa sequência por aqui. Vejam a figura da imagem:
Deck Connolly

O sujeito revirou o baú e acabou sentindo muito com as coisas que viu. Memórias vieram a tona, saudade, um certo pesar ou culpa por ter deixado que alguma coisa tenha ficado apenas no passado. Realmente não é fácil ter que encarar os nosso pensamentos, as nossas memórias, principalmente quando se trata de algo ou alguém que representava ou ainda representa muito para nós.
O 4 de ouros falava justamente deste apego que teríamos que trabalhar, mas ele não disse que ia ser fácil, porque realmente não é. A gente chora, a gente se lamenta, a gente fica remoendo coisas na cabeça, se enche de perguntas, poucas respostas se fazem claras no momento e ai o que resta é aceitar o sentimento, fluir com ele, até que alguma luz se faça presente.
E o Arcano O cinco de copas surge nesta quinta como um cenário de tristeza, frustração, decepção, insegurança, enfim, muita coisa negativa do bau esta vindo pra fora. E que bom que está vindo a tona, porque de alguma forma estamos limpando o terreno. Não tem como tirar a sujeira de olhos vendados.
E preciso olhar de frente, aquilo que ficou para trás, e tentar não julgar, não culpar-se ou culpar pessoas e situações. Esta limpeza, esta retirada de coisas do bau, embora tenha nos trazido até aqui, neste momento sofrência do Taro, vai nos propiciar evoluir, abrir espaço.
Chorar esvazia , limpa, põe pra fora as energias que acabam fazendo mau pra saúde física , espiritual. Então meus queridos, se a tristeza chegar, aceita ela, deixa ela se expressar. Mas depois meu bem, limpa a face e bora seguir em frente, porque ninguém pode parar no passado. Coloca uma Alcione e arrasa!



terça-feira, 21 de março de 2017

O bau: O 4 de ouros

Olá queridos amigos!
O rei de espadas abriu caminho pra uma reflexão interessante que pode ser feita com a energia que se o sucede, O 4 de ouros.
Quando penso neste Arcano menor do reino da terra, logo me vem á mente a figura de um baú daqueles antigos, onde se guardavam as riquezas materiais e imateriais de uma família, além de segredos.


O  4 de ouros crisálida


O rei de espadas falou dos pensamentos que guardamos no subconsciente , ou seja, coisas que não estão claras mas que influenciam a nossa busca, a nossa forma de viver o amor, o trabalho, a vida social, religiosa.
Este Arcano que nos visita e que vai reger o dia 22 de Março, fala desses tesouros, destes segredos, destas memórias , que guardamos no nosso baú, e que não abrimos mão por nada nesse mundo.
Num sentido material este Arcano pode indicar a necessidade de polpar , de evitar o gasto desnecessário, até mesmo pode nos lembrar neste momento de resgate de fundos, que é preciso ter maturidade pra saber aproveitar de fato este dinheiro tão suado.
Porém este baú seguindo no aspecto mental e emocional, vem nos pedir pra que possamos avaliar tudo que temos guardado dentro dele. Fotos, cartas, pensamentos, objetos, enfim, tudo que consideramos importante e que não aceitamos nos desfazer, mas que acabam ocupando um espaço negativo em nossa vida.
Queremos algo novo mas não aprendemos a desapegar de certas coisas. Não aprendemos a doar, a nos doar. Mas queremos que algo novo aconteça, que alguém novo surja.
Acho que a dica está justamente ai. O que tem dentro da gente é muito importante, porém pode estar disputando espaço com coisas que não fazem mais sentido. Que tal colocar tudo pra fora, abrir a tampa, olhar cada item, cada foto, cada palavra, cada carta, cada sentimento, cada fato. Tenho certeza que muita coisa vai sair e não vai mais voltar.
Desapega meu bem!!

O rei de espadas: A nossa mente

Olá queridos amigos!
Hoje ao tirar a energia para o dia, comecei a pesquisar alguns assuntos que tivessem relação com a energia, com os temas deste Arcano da família do Ar, O rei de espadas.
Acabei por acaso tendo uma agradável surpresa ao rever um post de um amigo de profissão citando um texto aqui do blog referente ao dia do médico, isso em 2010.
Interessante como as coisas podem de uma hora pra outra se fazerem presentes em nossa vida.
De fato quando eu penso neste Arcano, primeiramente penso numa figura madura, experiente, estável, que domina alguma coisa com sabedoria, com responsabilidade.
Segundo que quando analiso a ferramenta que ele carrega, espada, me vem á mente os instrumentos de metal, as armas, a mente, e o processo racional de viver a vida.
Este Rei poderia colocar em nosso dia questões que vão exigir raciocínio lógico, muita pesquisa, muita conversa, razão.
A nossa mente prega peça as vezes. Aliás, quase sempre, risos.


Deck Taro dos Sonhos


Este Rei me fez pensar sobre aquilo que planejamos para nossa vida, aquilo que queremos fazer num determinado dia, com determinado assunto, mas que por força do hábito acabam não sendo realizadas exatamente como foi planejado.
Aquilo que fica gravado na nossa mente subconsciente acaba sendo determinante neste processo de compreender, realizar, que muitas vezes se torna algo complexo.
Me vem á mente aqueles momentos em que a gente se pega pensando: " Eu  tinha combinado , tinha planejado que ia fazer isso ou aquilo, que ia abandonar tal vício, mas quando percebi lá estava eu repetindo estes mesmos padrões." A nossa mente dá um nó. Fica aquela dúvida, somos mesmos capazes de modificar a nossa realidade? Porque repetimos padrões mesmo tendo consciência de que algumas coisas não são bacanas.
O rei de espadas conseguiu dominar o pensamento, conseguiu entender que sim, é preciso reprogramar o nosso cérebro, enviando para eles novos comandos, novos estímulos, que vão ordenar , mudar, transformar as nossas ações. Porque a mente absorve as coisas que nos são enviadas pelo ambiente em que nascemos, pelo ambiente em que crescemos. E mesmo que a gente não se perceba, repetimos muita coisa que vimos nossos pais fazerem em determinada situação. E isso gera a ideia de que deveremos agir daquele jeito porque aquele jeito é o natural vamos assim dizer, nem bom nem ruim, mas é a resposta , a atitude a se fazer. Ou pelo contrário, a nossa mente guarda aqueles atos como um comando de : isso você não deve fazer em sua vida. Vá entender que filtro vamos fazer em nosso interior.
As vezes reprogramar a mente exige um apoio, uma terapia, um busca interna. E nesse processo vejo a religião, as profissões que nos ajudam a entender o nosso eu, como parceiros nestes processos de lapidação da mente.
Creio que isso vale pra tudo. Um exemplo disso é o preconceito. Ninguém nasce discriminando as pessoas , porém o nosso meio acaba sendo determinante neste sentido. E acabamos repetindo os padrões. Se a mente aprende a discriminar, ela pode aprender a compreender e a aceitar.
Assim como tudo na vida, desde que nos coloquemos em busca.
Que este Rei possa ser este nosso parceiro, este nosso orientador, este homem que nos ajude a acessar os porões da nossa mente, pra entender quais coisas estão lá influenciando o nosso dia a dia, mesmo que não conscientes para gente. E que ele nos ajuda a rever o que precisa ser revisto. Porém com a clareza que ajudar não é fazer pelo outro, a mudança cabe a cada um de nós.
O rei de espadas para o dia também nos coloca em contato com diversos especialistas, pessoas da lei, pessoas que lidam com o burocrático. Médicos, advogados, pessoas de farda.
Bom dia queridezas!

domingo, 19 de março de 2017

Um novo ciclo: A temperança

Olá queridos amigos!
O Arcano A temperança surge primeiramente pra nos lembrar que o Outono vai começar, neste dia 20 de Março, para nós do Hemisfério Sul, e esta etapa marca uma mudança climática que vai sendo percebida aos poucos. Aliás, a natureza ganha um novo cenário, com a tipica queda das folhas das  arvores que se preparam para uma renovação.
E lentamente também vamos nós nos preparando para o inverno, para o frio, o que de certo modo também influencia nossos hábitos e sensações.
A temperança é um arcano que me lembra Tempo. Considerado um Deus, o Tempo faz parte de tudo que existe. O tempo esteve , está e estará fazendo parte dos acontecimentos, dos ciclos da natureza e do homem.
Existe tempo pra nascer, crescer, aprender com a vida, amadurecer, deixar este mundo e ainda assim, ter um tempo pra viajar no espaço que vai além de nossa compreensão mundana.
Num ano da Roda do Destino percebemos como a vida é cíclica. As coisas se percebem fora e dentro da gente, como se fosse uma música orquestrada por uma Força Superior, a qual denominados Deus.
A temperança tem o papel de fazer com que estes ciclos ocorram de maneira equilibrada.
Mas nem sempre estamos vivendo de acordo com esta harmonia universal. Alguma coisa dentro de nós pode nos fazer andar em desalinho. O coração pode querer bater mais rápido que o normal, a respiração também pode estar abaixo ou acima do que seria viável para uma melhor absorção do oxigênio.
E tudo que está faltando ou em excesso uma hora gera problema.
Assim ocorre com as nossas emoções, com os nosso relacionamentos, com a nossa energia.
Quando este Arcano aparece, alguma coisa precisa ser equilibrada. A vida pede temperança, paciência, harmonia, equilíbrio, equidade.
Saber dar atenção ao amor, ao trabalho, ao lazer, ao dever, na medida certa vai fazer com que a nossa vida seja mais feliz, mais plena, mais segura.
Que setor está precisando de atenção em sua vida neste momento? Que setor precisa ficar um pouco de lado ? Vamos temperar ?
Que este outono seja equilibrado, que possamos deixar ir embora, tudo aquilo que não serve mais em nossa vida, para que um novo caminho possa se abrir, para que novas folhas possam nascer nessa nossa árvore chamada vida.
                                                            Deck Olho de gato

sábado, 18 de março de 2017

Mistérios: A sacerdotisa

Olá queridos amigos!
Para este domingo recebemos a visita da enigmática Sacerdotisa do Taro. Este Arcano nos coloca em contato com o nosso mundo interior, com as coisas que nos são colocadas como um jogo de quebra- cabeças, ou seja, é preciso juntar as peças para compreender o que se passa , o que está acontecendo com o mundo ao nosso redor, com as pessoas, com o nosso coração.
Ela representa a intuição, aquele sexto sentido que nos avisa sobre um perigo, que nos assopra quando o momento de agir se faz necessário. E aquela voz interior que as vezes temos receio de ser devaneios da cabeça.
Porém é preciso compreender que estamos conectados com o Todo. E sendo assim, o que não conseguimos ver com os olhos da matéria tem o seu jeito próprio de se manifestar. Seja por sonhos, seja por sinais da natureza, seja por pensamentos ou sensações.
Principalmente quando estamos conectados com alguém, percebemos que nossa Sacerdotisa atua de maneira muito forte. Grande exemplo disso são as mães.
O filho pode estar muito longe de casa e ainda assim uma mãe é capaz de sentir que ele está passando por algum problema e corre a ligar ou enviar alguma mensagem perguntando se está tudo bem. E é claro que não será nenhuma surpresa se o filho responder que estava de fato precisando de um conselho, de um colo, de um ouvido. Mãe é o melhor exemplo de Alta Sacerdotisa que podemos sentir.
Para este domingo, é o momento de valorizarmos esta linguagem espiritual que se fará presente, de alguma forma. E mesmo que alguma coisa não fique clara, certamente alguma peça vai servir. Vá juntando tudo sem pressa. Cada letra vai formar a mensagem que a vida quer nos dizer.
E quem tiver fé que veja!


sexta-feira, 17 de março de 2017

A estrela: Que a boa sorte nos acompanhe

Olá queridos amigos!
Antes mesmo de completar um ciclo de sete dias, A estrela retorna para reger o nosso sábado.
Seguida de uma carta de mudanças, movimentos e sinais, me faz pensar que há algo divino no ar, algo espiritual está ocorrendo e precisa ser observado.
A estrela me faz pensar em muitas coisas que podem fazer sentido neste momento de vida, e espero que possa também fazer sentido para vocês que aqui visitam e esperam receber alguma mensagem. Eis algumas coisas que este Arcano me sugere:
Esperança, Fé, Proteção Espiritual, Guia espiritual, Boa sorte, Pureza, Ingenuidade, Criatividade, Sucesso, Brilho pessoal, Beleza interior/exterior, Orientação, Encontros marcados, Astrologia, Astronomia, Amor, Venus, Osun, Pentagrama Divino, Estrela Dalva, Conexão, Viagem Astral.
Cada um que absorva o que lhe convier.
Desejo a todos que seja um sábado positivo em todos os sentidos. Que a nossa estrela brilhe, que possamos reconhecer o nosso brilho e que possamos nos conectar com o que há de bom no universo que nos abriga.
http://www.deviantart.com/art/XVIIth-Major-Arcana-The-Star-551403111

O oito de paus: "Vai, corre atrás da felicidade"


Deck Crisálida

Olá meus queridos, para esta sexta-feira resolvi copiar um poema que assim como a energia do Oito de paus, também nos aconselha a correr atrás, ou seja, a aproveitar as oportunidades que se apresentarem em nosso caminho. Nada que nos chega , é por acaso. E como sexta tem aquele clima de encontros, prazeres e contatos superiores, vamos de poesia:
Vai, corre atrás da felicidade
Vai, corre atrás da felicidade,
embora ela possa ser difícil de encontrar
ela existe, é realidade.
Vai, perdoa quem tiver que ser perdoado
mesmo os que, com você, agiram errado.
Vai, cura todas as suas feridas,
abre novas portas em sua vida.
Vai, acredita que existem recomeços
e que pra isso não se paga nenhum preço.
Vai, ergue a cabeça e coloca fé em você,
Afinal são as suas entranhas
que lhe dirão o que fazer.
Vai, aposta na sua volta por cima.
Existe um raio de luz que ilumina
sua alma e coração.
Vai e ao inimigo não dê munição,
ele se aproveitará de pequenos detalhes
por desconhecer a capacidade da sua emoção.
Vai, inunda sua vida de claridade
e ouça a voz da verdade,
o que não pode ser recuperado
deve ficar esquecido no passado.
Vai, coloca um sorriso nos seus lábios,
alimenta seu espírito com dedicação
e eu prometo lhe estender a minha mão.
É tão pouco o que,
por você, posso fazer
porque as nossas dores
só nós podemos resolver.
Mas vai que eu vou atrás
catando os seus cacos,
juntando os seus pedaços,
tentando remendar o que rasgou
e colando o que se quebrou.
Vai com muita segurança,
com toda confiança
porque a vida ainda
espera muito de você,
embora ela seja passageira
e termine sem que possamos perceber.
Mas vai, não se guarde nem se feche,
você é um tesouro que tem que aparecer.


((Silvana Duboc))

Disqus for Senhor da Vida Tarot